# Radiodifusão
17 de agosto de 2017 por Nayana Amadeu

Mercado de mídia cresce e Rádio está entre os responsáveis pela alta

Montante já registra crescimento de 2%, segundo levantamento do Kantar Ibope Media.

Após registrar pequena retração na compra de espaços publicitários em 2016, o mercado de mídia começa a dar sinais de retomada e volta a apresentar números positivos, em um movimento similar aos dos indicadores econômicos do país, pelo menos na primeira metade do ano. Um dos principais responsáveis pela volta do crescimento do investimento na mídia foi o Rádio com 21% de aumento com relação ao ano passado. O levantamento foi realizado pelo Kantar Ibope Media.

De acordo com levantamento, durante o 1º semestre de 2017, a compra de espaço publicitário nos meios e veículos monitorados pela empresa alcançou o equivalente a R$ 61.9 bilhões de reais, montante 2% superior ao registrado no mesmo período do ano anterior. Este valor é baseado no espaço ocupado pelos anunciantes e na tabela de preço dos veículos, desconsiderando descontos e negociações.

De acordo com Dora Câmara, Diretora Executiva Comercial da empresa, este avanço, ainda que moderado, aponta para uma perspectiva de crescimento para o resultado anual de 2017. “Nos últimos cinco anos, em torno de 47% do total de compra de mídia foi realizada na primeira metade do ano. Portanto, se essa tendência se repetir, o resultado que estamos projetando para o restante do ano irá superar os números de 2016”, explica.

Entre os meios monitorados, Out of Home (OOH) e Rádio apresentaram os maiores crescimentos no período: 26% e 21%, respectivamente. “O aumento em OOH foi aferido a partir da mesma cobertura, o que demonstra um número maior de campanhas no meio”, explica Dora Câmara. 

Parte do crescimento obtido pelo Rádio foi resultado da ampliação de praças monitoradas para este meio, que a partir de 2017 passou a apurar a compra de mídia realizada nas praças de Florianópolis, Goiânia e Vitória. Além da inclusão destes mercados, o período de aferição diária foi ampliado neste ano, de 12 para 16 horas por dia.

Praças

No ranking de praças, São Paulo continua na liderança, absorvendo 1/4 da verba do país. Na sequência, Rio de Janeiro (10% de participação), Belo Horizonte (4%), Porto Alegre (3%) e Curitiba (2%) completam a lista dos cinco maiores mercados em volume de compra de espaço publicitário. “É importante destacar a força do mercado publicitário em outras praças. Santos, por exemplo, ao lado de Campinas, são as únicas praças que não são capitais a figurar no ranking dos maiores mercados do país em compra de espaço publicitário”, comenta a executiva.

Tudoradio.com